sábado, 26 de setembro de 2009

O vosso Deus virá e vos salvará!




O vosso Deus virá e vos salvará! Receba estas palavras de encorajamento e persista na batalha, qualquer que seja a realidade que você esteja vivendo. Deus já havia dito que enfrentaríamos muitas lutas e aflições durante este ano, mas que as vitórias no Senhor seriam maiores do que as provações. Portanto, “fortalecei as mãos fracas, e firmai os joelhos trementes. Sedes fortes e não temais, eis que o vosso Deus virá com vingança, e com recompensa; ele virá e vos salvará.” (Is 35.3,4). Na visão do profeta Isaías, a terra, que estava seca e coberta de espinheiros, havia se tornado uma habitação para os chacais. Eles representam as forças demoníacas que assolam a alma humana com sofrimentos e dores. Sabemos que a intenção do inimigo é nos separar do grande amor de Deus que está em Cristo (Rm 8.35-39). Entretanto, o profeta viu uma torrente de águas passando sobre o deserto, destruindo o poder maligno e trazendo cura para a terra. Ele profetizou: “E a terra seca se tornará em lagos e a terra sedenta em mananciais de águas; e nas habitações em que jaziam os chacais haverá erva com canas e juncos” (Is 35.7). Isaías viu os milagres e as maravilhas de Deus e profetizou uma grande obra de restauração. Da mesma forma, profetizamos à sua alma: “Esforça-te e não temas. Ele virá e te salvará”. Nesta peleja não tereis de pelejar porque a vitória virá da obediência. Consagre a sua vida através dos jejuns e orações e busque o quebrantamento de seu coração. Seja sensível à voz do Espírito e Ele conduzirá os seus passos em triunfo. “E há de ser que, ouvindo tu um estrondo de marcha pelas copas das amoreiras, então te apressarás; porque o Senhor saiu então diante de ti” (2Sm 5.24).

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

GRANDE É A BONDADE DO SENHOR




Provai e vede que o Senhor é bom! “Bem-aventurado o homem que nele se refugia” (Sl 34.8). Por maior que seja a guerra, o Senhor garante a vitória. O rei Davi era um homem experimentado nas batalhas, porém, reconhecia que a sua força e capacidade estavam somente em Deus. Ele afirmou: “Ainda que um exército se acampe contra mim, o meu coração não temerá; ainda que a guerra se levante contra mim, conservarei a minha confiança” (Sl 27.3). O mesmo Deus que Davi invocava está vivo e operando em meio às nossas lutas cotidianas. Pela fé, declare: “Creio que hei de ver a bondade do Senhor na terra dos viventes” (Sl 27.13). Sua bondade vai além da nossa capacidade de compreensão. Houve um dia em que Moisés pediu ao Senhor: “Mostra-me a tua glória”. Ele sabia que a glória do Senhor era mais do que o Seu resplendor e majestade. Ele queria conhecer a Sua essência divina e clamava pela zoe divina (zoe significa vida na língua grega). E a resposta de Deus foi maravilhosa: “Eu farei passar toda a minha bondade por diante de ti, e proclamarei o nome do Senhor diante de ti; e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia e me compadecerei de quem eu me compadecer” (Ex 33.19). A resposta de Deus revelou algo tremendo a Moisés: a bondade do Senhor é a Sua natureza. “Porque o Senhor é bom e eterna a sua misericórdia; e a sua verdade dura de geração em geração” (Sl 100.5). Este amor e bondade nos unem ao Pai e nada, nem ninguém, poderá nos separar Dele. Este amor é infalível e invencível. Por isso, podemos descansar na plenitude de Sua palavra! “Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, a esse glória na igreja, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre.