terça-feira, 18 de agosto de 2009

INDIFERENTE PERCEPÇÃO




“Não percebem que Cristo Jesus está em vocês?” (Paulo escrevendo aos Coríntios)

Perceber no mundo contemporâneo é uma atividade incomum na vida de muitas pessoas. Neste mundo marcado pela rapidez da informação, dos relacionamentos e de tantas outras coisas, o trivial e o inusitado acontecem na sombra da imperceptibilidade. Por outro lado, estamos num mundo cada vez mais parecido, pessoas em diferentes lugares sentindo as mesmas emoções e os mesmos sabores. E o imperceptível aumenta no mundo dos iguais, já não percebemos o diferente, já não percebemos o cotidiano com sutileza e individualidade. Assim somos nós. Assim estamos nós. Indiferentes.

Mas, eles também eram do mesmo modo. Quando eu leio esse versículo de Paulo aos Coríntios entendo que a falta de percepção é inata ao ser humano em qualquer época. Todavia, a questão aqui é outra. Paulo sugere a possibilidade de que os cristãos de Corinto já não estavam mais percebendo o Cristo em suas vidas. Na não percepção está intrínseca a desvalorização da pessoa não percebida, e não perceber o Cristo significa relativizar a sua dimensão. Contudo, este ser relativizado não se relativiza nessa dimensão de conceitos.
-
Existem alguns componentes que ocasionam a não percepção. Insensibilidade e rotina. Normalmente, a insensibilidade surge por causa da rotina. De tanto ver o sol nascer já não me sensibilizo tanto com o seu esplendor. De tanto ver a pessoa amada já não me encanta tanto o seu olhar. De tanto ir à igreja, de tanto ouvir mensagens, de tanto cantar, de tanto falar de Jesus, já não percebo que Cristo realmente está em mim. Não percebo porque já não incomoda mais o fato de que tudo o que ele ensinou não está sendo evidenciado como deveria ser. E a rotina eclesiológica nos torna insensíveis em relação a Cristo.

Acho que foi isso que Paulo estava tentando dizer aos coríntios. Se adaptem a Cristo, mas não adaptem o Cristo à vocês. Não se acostumem com os ritos, os ritos não legitimam a pecaminosidade de vocês. Os cânticos do domingo não fazem de vocês adoradores em outros dias. A ceia, os dízimos, as orações, podem ao mesmo tempo conduzir vocês para perto como para longe de Deus. Cuidado com a rotina, ela nunca deixará de existir, mas você pode reinventá-la. Reinventando sua rotina você continuará sensível a Deus e a todas as demais coisas. Afinal, você ainda não percebeu que Ele está em você?

-
"Recria tua vida, sempre, sempre. Faz de tua vida mesquinha um poema." (Cora Coralina)

Nenhum comentário:

Postar um comentário