terça-feira, 18 de agosto de 2009

INDIFERENTE PERCEPÇÃO




“Não percebem que Cristo Jesus está em vocês?” (Paulo escrevendo aos Coríntios)

Perceber no mundo contemporâneo é uma atividade incomum na vida de muitas pessoas. Neste mundo marcado pela rapidez da informação, dos relacionamentos e de tantas outras coisas, o trivial e o inusitado acontecem na sombra da imperceptibilidade. Por outro lado, estamos num mundo cada vez mais parecido, pessoas em diferentes lugares sentindo as mesmas emoções e os mesmos sabores. E o imperceptível aumenta no mundo dos iguais, já não percebemos o diferente, já não percebemos o cotidiano com sutileza e individualidade. Assim somos nós. Assim estamos nós. Indiferentes.

Mas, eles também eram do mesmo modo. Quando eu leio esse versículo de Paulo aos Coríntios entendo que a falta de percepção é inata ao ser humano em qualquer época. Todavia, a questão aqui é outra. Paulo sugere a possibilidade de que os cristãos de Corinto já não estavam mais percebendo o Cristo em suas vidas. Na não percepção está intrínseca a desvalorização da pessoa não percebida, e não perceber o Cristo significa relativizar a sua dimensão. Contudo, este ser relativizado não se relativiza nessa dimensão de conceitos.
-
Existem alguns componentes que ocasionam a não percepção. Insensibilidade e rotina. Normalmente, a insensibilidade surge por causa da rotina. De tanto ver o sol nascer já não me sensibilizo tanto com o seu esplendor. De tanto ver a pessoa amada já não me encanta tanto o seu olhar. De tanto ir à igreja, de tanto ouvir mensagens, de tanto cantar, de tanto falar de Jesus, já não percebo que Cristo realmente está em mim. Não percebo porque já não incomoda mais o fato de que tudo o que ele ensinou não está sendo evidenciado como deveria ser. E a rotina eclesiológica nos torna insensíveis em relação a Cristo.

Acho que foi isso que Paulo estava tentando dizer aos coríntios. Se adaptem a Cristo, mas não adaptem o Cristo à vocês. Não se acostumem com os ritos, os ritos não legitimam a pecaminosidade de vocês. Os cânticos do domingo não fazem de vocês adoradores em outros dias. A ceia, os dízimos, as orações, podem ao mesmo tempo conduzir vocês para perto como para longe de Deus. Cuidado com a rotina, ela nunca deixará de existir, mas você pode reinventá-la. Reinventando sua rotina você continuará sensível a Deus e a todas as demais coisas. Afinal, você ainda não percebeu que Ele está em você?

-
"Recria tua vida, sempre, sempre. Faz de tua vida mesquinha um poema." (Cora Coralina)

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

“... Não te deixarei ir se não me abençoares...” (Gênesis 32: 26, 28)





“... Não te deixarei ir se não me abençoares...” (Gênesis 32: 26, 28)

Creia, espere, confie, aguarde, clame, chore, busque a Deus, mas não desista da sua benção, Jacó segurou o Anjo, lutou com o Anjo, foi ferido, não desistiu enquanto não recebeu a benção de se tornar no Israel de Deus, pois lutou este como príncipe, lutou com Deus e com os homens e prevaleceu. (Vs: 28).

O verdadeiro herói, nem sempre é aquele que vence todas as guerras, mas o que diante da derrota de uma batalha, se levanta sacode o pó e vence a guerra. Você é um(a) CAMPEÃ(O) um(a) VALENTE de Deus, assim como foram Davi, Daniel, João Batista, os apóstolos, os reformadores e milhões de crentes por toda a história, sabiam que poderiam ter a mesma sorte que o Filho de Deus. Sabiam que poderiam vencer o mundo, “Esta é a vitória que vence o mundo a nossa fé” (I João 5:4).

Toda a luta se resume numa resposta em II Cor.5:14 – “O amor de Cristo nos constrange...”. Tome posse de sua benção, Deus está querendo homens constrangidos pelo Amor de Cristo para abençoar o mundo – somos valentes de Deus.

Termino dizendo: um dia ouviremos com bom e altissonante som: “... entrai no gozo do vosso Senhor...”. Há milhões hoje sofrendo e chorando sem Deus. Morrerão perdidos? Vamos aumentar o coro daqueles que se tornarão em vencedores e receberão a benção mencionada em Malaquias:

“...para vós outros que temeis a meu nome nascerá o Sol da Justiça, trazendo salvação nas suas asas: saireis e saltareis como bezerros soltos na estrebaria” (Ml. 4:2).

Que o Altíssimo vos abençoe hoje e eternamente.

Juntando homens, mulheres, moços que podeis ser valentes de Deus - Em casa, no trabalho, no seu escritório, consultório, na faculdade e nas igrejas, para a luta que nos está proposta: “...Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura...”


Zênio Santos

sábado, 8 de agosto de 2009

COMPANHIA GLORIOSA




SALMOS 21.6

A companhia de Deus é gloriosa e insubstituível! Mas, infelizmente, o que deveria ser deleite de todos se tornou prazer para poucos. A consideração é do próprio Senhor Jesus. Ele disse que “apertado é o caminho que conduz à vida e poucos são os que a encontram” (Mt 7.14). A vida está em Deus e em Sua presença, e o único caminho de acesso é Jesus Cristo. Embora Ele tenha amado a todos, não são todos que se interessam por Ele. O rei Davi reconhecia o valor de Sua presença. Ele disse: “Quão amável são os teus tabernáculos, ó Senhor dos exércitos! Minha alma suspira, sim, desfalece pelos átrios do Senhor; o meu coração e a minha carne clamam pelo Deus vivo” (Sl 84.1,2). Observe a associação entre a Casa de Deus e a Sua presença. Para Davi, estar com Ele era a sua prioridade. “Uma coisa pedi ao Senhor e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor e inquirir no seu templo” (Sl.27.4). A idéia de não estar com o Senhor parecia-lhe um assombro. Houve um dia em que ele externou este desespero pelo perdão divino e pela presença do Espírito Santo. Ele clamou: “Não me lances fora da tua presença e não retire de mim o teu santo Espírito” (Sl 51.11). De fato, é impossível viver sem Ele. O salmista sabia da importância de caminhar lado a lado com o Senhor para desfrutar de alegria e vitória, por isso escreveu: “Tu me farás conhecer a vereda da vida; na tua presença há plenitude de alegria; à tua mão direita há delícias perpetuamente” (Sl 16.11). Ele encontrou a direção certa e você também pode encontrá-la! Em suas meditações, o rei reafirmou o valor incalculável daquela Presença bendita junto ao homem a quem Ele ama. Faça da declaração de Davi a sua oração neste dia: “Sim, tu me fazes para sempre abençoado; tu me enches de gozo na tua presença” (Sl 21.6).

Zênio Santos

terça-feira, 4 de agosto de 2009

A VITÓRIA É SUA





"Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é avitória que vence o mundo: a nossa fé". (1 João 5:4)


Esta é a passagem companheira de 1 João 2:17 “Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz avontade de Deus permanece eternamente”. Nosso destino e futuro não têm os mesmos limites da existência ligada ao nosso pequeno planeta azul. Nosso futuro e nossa esperança ultrapassam os limites da mortalidade e dependem da nossa fé num Salvador ressurrecto e vitorioso, que está voltando para nos levar para o seu lar eterno. Está fé é demonstrada fazendo a vontade de Deus, mesmo quando a maioria na nossa sociedade escolhe ir atrás do que é passageiro.


Zênio Santos